Como pode otimizar a limpeza da sua casa

Good Soul Shop

Saiba como pode optimizar a limpeza da sua casa para poupar tempo! 

  1. Comece por uma ponta. Evite o trabalho em duplicado ao começar por um ponta. Assim, não volta a sujar o que já limpou sem querer e, claro, também não escorrega no piso molhado.  
  1. Limpe sempre de cima para baixo. Além de começar por uma pinta, deve limpar sempre de cima para baixo. Vá das partes altas (tectos, topo das estantes, candeeiros, etc), para que as portes baixas. 
  1. Troque a água que usa para limpar. Outro truque para evitar limpar em duplicado! Em vez de reutilizar muitas vezes a água que usa para limpar, troque a água com frequência.
  1.  Limpe primeiro o pó. A seguir, aspire. Se vai aspirar, organize primeiro a divisão. Desvie os móveis, arrume os obstáculos espalhados pelo chão e limpe a superfície dos móveis antes de começar a aspirar.
  1. Deixe os pratos de molho. Enquanto limpa o resto da casa, deixe os pratos de molho. Isto vai retirando a gorduras dos pratos e a remover os restos de comida. 
  1. Dedique um dia às madeiras. Em vez de utilizar produtos multiusos nas madeiras, dedique um dia às madeiras. Afinal de contas, às vezes o barato sai caro! Limpe o pó com um pano ou com um aspirador e depois use produtos específicos para madeiras nas limpezas profundas. 
  1. Organize a roupa para lavar. Em vez de passar horas a separar a roupa, organize a roupa para lavar desde o minuto zero. Compre um cesto da roupa dividido para separar logo a roupa – na hora H, só precisa de pôr a máquina. 
  1. Agende a sua semana. Faça um plano para toda a semana e coordene os horários de toda a família para optimizar as limpezas. Consoante o seu horário, escolha também o melhor dia para contratar uma ajuda.

Procure empregadas domésticas no Porto ou empregadas domésticas em Lisboa na Fixando. Veja as críticas de clientes anteriores para ter a certeza que são profissionais de confiança!

4 cuidados para instalar um deck de madeira na piscina

Gregory Gapare / Unsplash

Não há dúvidas que um deck de madeira na piscina é uma opção muito elegante e que combina bem com o jardim. No entanto, será que madeira e a´gua são uma combinação realmente vencedora? Deixamos aqui 4 cuidados para instalar um deck de madeira na piscina! 

Escolha bem a madeira 

Sabemos que as madeiras são susceptíveis ao desgaste quando estão expostas à humidade. Por isso, deve escolher um deck em madeira para a piscina que tenha um tratamento hidrófugo. Se prefere madeira verdade, a melhor opção é um deck de eucalipto tratado. 

Compare com um deck de compósito ou polywood

Compare sempre os decks em madeira com os decks de compósito, feitos através de resina artificial. Apesar do toque ser diferente da “madeira real”, o efeito visual consegue ser muito semelhante. Este tipo de decks duram mais tempo e são mais resistentes a pragas comuns no jardim. 

Deixe uma margem de segurança

Qualquer que seja a madeira escolhida, é uma boa política ter uma margem de segurança de pelo menos 5 centímetros. Quando faz mergulhos, há sempre alguma água que passa para a borda da piscina. Por isso, ao manter esta margem, protege o deck de madeira da piscina do contacto directo com a água e aumenta a sua vida útil. 

Evite usar produtos químicos 

Se colocar um deck de madeira na piscina, pode ter a tentação de ir tratando a madeira com óleos, vernizes e tintas para a manter sempre brilhante e como nova. No entanto, deve evitar produtos químicos a todo o custo! Mesmo com a margem de segurança, este produtos químicos podem chegar à água e ser prejudiciais para quem está a nadar.  Informe-se sempre muito bem acerca dos produtos seguros que pode utilizar no deck. 

Dica extra: não misture produtos químicos no deck

Faz parte da manutenção da piscina deitar alguns produtos químicos na água, como o cloro e o algicida. Quando estiver a repor estes produtos, evite que entrem em contacto directo com o deck de madeira! A propósito disso, pode procurar aqui empresas de limpezas de piscina em Lisboa.

4 cuidados essenciais para quem tem piscina na casa de praia

Daniel Schludi / Unsplash

Piscina tão perto da praia? Para quem mora a Sul pode ser confuso, mas nem todo o país goza das águas amenas do Algarve ou da Madeira. A Norte, a água é sempre fria e a rebentação das ondas nem sempre permite nadar. Por isso, há muitas pessoas que optam por “jogar pelo seguro” e ter uma piscina também na casa de praia.

No entanto, sabemos que as zonas costeiras são mais húmidas, têm mais salinidade e estão mais desprotegidas. As fachadas estão sempre mais expostas ao desgaste, assim como qualquer mobília exterior. Com estas dificuldades acrescidas em mente, fizemos uma lista de 4 cuidados essenciais para quem tem piscina na casa de praia!

1 – Tape sempre a piscina

Há vários benefícios nas cobertas da piscina, mas quem tem casa ao pé da praia são absolutamente essenciais. A coberta protege a água quando há vento, evitando que se arrastem algas e areia da praia. Além disso, protege as bordas, as escadas e o resto da estrutura da salinidade no ar, que faz com que oxidem mais depressa. 

2 – Escolha bem os materiais

Por falar em oxidação, evite usar ferro ou metais junto ao mar (basta ver com os portões, grades e varandins das casas junto ao mar se desgastam mais depressa). Também recomendamos escolher um deck de compósito em vez de um deck em madeira verdadeira, já que a madeira pode não resistir mais do que um Verão em bom estado. A cerâmica é o material mais resistente para as piscinas perto do mar.

3 – Procure uma empresa da área

De certo que não quer passar parte das suas férias preocupado com a manutenção da piscina. Por isso, o melhor é mesmo procurar uma empresa de piscinas no Porto ou na zona Norte para se encarregar deste tema. Também pode procurar limpeza de piscinas em Lisboa para escolher os produtos mais resistentes à maresia e ter a sua água sempre impecável, mesmo com as algas que teimam que refugiar-se na piscina.

4 – Nunca deixe a piscina vazia 

Pode parecer contraditório, mas sabia que nunca deve deixar a piscina vazia? Não só arrisca a danificar a estrutura (especialmente em piscinas que não são de alvenaria), como abre a porta para que se acumule imensa sujidade no fundo da piscina. Se tem uma casa ao pé da praia, mantenha-a sempre cheia e com algicida (faça a manutenção pelo menos duas vezes por ano). 

Limpezas domésticas quantas vezes devem ser feitas?

Volha Flaxeco / Unsplash

Quantas vezes deve limpar a sua casa? Depende. Não há um número científico sobre as vezes que deve limpar a sua casa. No entanto, deve trocar os lençóis todas as semanas e aspirar, no mínimo, uma vez por semana. Só isto impede a acumulação de ácaros nos colchões, nos tapetes e nas alcatifas, por exemplo. 

Em relação a outras tarefas domésticas, como tratar da roupa e arrumar, depende muito do agregado familiar. Para muitas pessoas basta cuidar da roupa uma vez por semana, uma vez que só fazem uma ou duas máquinas. Para outras, especialmente com crianças a cargo, quase sempre a frequência é maior. 

Depois, há uma série de tarefas que deve fazer todos os dias, como lavar a loiça, levar o lixo (para impedir maus-cheiros, bolor, etc) e arejar a casa, de modo a evitar a humidade. Estas tarefas consomem um bocadinho do nosso dia, todos os dias. Mas, felizmente, já há robots de cozinha, máquinas de lavar a loiça, desumidificadores e outros electrodomésticos que dão uma ajuda preciosa. 

As limpezas a fundo, que muitas pessoas deixam para o início do Outono e para o início da Primavera, são uma boa política. Não só consegue arrumar a roupa de Inverno ou Verão (consoante a altura do ano), como ajuda muito a conservar a casa. É nestas alturas que pode aproveitar para limpar os tectos, o topo dos armários, as juntas dos azulejos, e outros pontos onde a sujidade se vai acumulando mesmo na mais imaculada das casas. 


Para quem tem muitas limpezas diárias, sem dúvida que ter uma empregada doméstica — mesmo que seja só uma vez por semana, para fazer o tratamento de roupas — já é uma grande ajuda. Para outros casos, justifica-se contratar um profissional para fazer uma limpeza a fundo. Em qualquer um dos casos, pode contar com a Fixando para procurar empregadas domésticos no Porto e empregadas domésticas em Lisboa.